fbpx

O que é um Sinistro Automóvel?

O que é?

Trata-se de qualquer evento em que o bem que está segurado sofra um acidente ou prejuízo material, como: colisão, incêndio, roubo ou furto, alagamentos ou enchentes, danos aos vidros, lanternas e faróis.

Os sinistros podem ser caracterizados como perda parcial ou perda total.

É caracterizado como perda parcial qualquer dano que tenha afetado menos de 75% do valor contratado na apólice.

O que é um Sinistro Automóvel?

Para ser uma perda total os danos tem de ultrapassar os 75% do valor do bem, de acordo com o que contratado em apólice.

É necessário se atentar no valor contratado na apólice. Muitas vezes os segurados possuem em sua apólice um valor de mercado do veículo inferior ao da tabela FIPE. Logo, a seguradora irá indenizar os 75% proporcionalmente ao valor contratado.

Tipos de Sinistro Automóvel

Existem 5 principais tipos de sinistro que você pode, infelizmente, enfrentar. São eles: colisão; roubo ou furto; incêndio; enchente ou alagamento e vidros, retrovisores ou faróis.

Entende-se colisão como a avaria do seu veículo em algum outro carro ou em um objeto.

O roubo, caracterizado pele uso de violência ao contrátio do furto, também é coberto pelo seguro. Assim como os objetos dentro do veículo no momento da subtração.

Independente da dimensão do fogo, o seu veículo estará coberto em caso de incêndio.

Desastres naturais – como enchente, alagamento ou queda de árvore – que causem dano ao veículo também são tipos de sinistro.

Qualquer dano a vidros, retrovisores, faróis ou lanternas também estão cobertos pelo seu seguro dependendo da contratação.

Como proceder em um sinistro?

Montamos uma lista detalhada para você saber proceder da melhor forma no caso de um sinistro.

É um Passo a Passo explicadando as principais informações que você precisa dispôr no caso de um infeliz sinistro.

Mas, lembre-se, você pode sempre ligar para o seu corretor na Neon Corretora de Seguros e ele lhe dará todo o suporte necessário.

Passo 1 – Mantenha a calma e avalie a situação

Manter a calma no momento de uma em qualquer modalidade de um sinistro é essencial. Ajuda a pensar melhor e a tomar as decisões mais acertadas.

Logo após o acidente, se faz de suma valia sinalizar o local do ocorrido com o triângulo, a fim de alertar os outros motoristas que trafegam pela pista.

Passo 2 – Retire o(s) veículo(s) da via e providencia socorro

Para a segurança de todos, é importante que os veículos sejam retirados da via imediatamente, em casos de colisão.

É muito importante afastar qualquer aglomeração de pessoas que se forme perto do local do acidente. Peça licença e evacue a área.

Caso haja vítimas, acione autoridades locais (polícia, bombeiros, SAMU, etc.)

Principais números de emergência

Você conhece os principais números de emergência?

Delegacia da Mulher 180

Polícia 190

Polícia Rod. Federal 191

SAMU 192

Bombeiros 193

Polícia Rod. Estadual 198

Dica Neon

VOCÊ SABE A QUAL DISTÂNCIA O TRIÂNGULO DE SINALIZAÇÃO DEVE FICAR DO CARRO?

Essa distância é calculada em passos e de acordo com a velocidade máxima da via.

Em pista seca, dê um passo para cada km/h da pista. Se a via for de 80 km/h, dê 80 passos.

Em caso de pista molhada, baixa visibilidade ou horário noturno, dê dois passos para cada km/h da pista. Se a via for de 80 km/h, dê 160 passos.

Passo 3 – Registre o ocorrido

Em caso de colisão, anote, tire foto da placa dos veículos envolvidos e, se possível, anote também os dados pessoais do condutor. Em caso de roubo ou furto, registre o endereço exato do local do sinistro.

Se for um estabelecimento comercial com estacionamento conveniado, guarde o ticket.

É importante ressaltar que ao anotar a placa dos terceiros e guardar o ticket do estacionamento, você colabora para agilizar a análise e atendimento do sinistro.

A realização do Boletim de Ocorrência só é obrigatória em caso de roubo/furto e sinistros que envolvam vítimas.

Mas, aconselhamos os segurados a fazerem o B.O., independente quem foi o causador ou se houve vítimas fatais.

Os boletins podem ser realizados em até 30 dias. Se não houver vítimas, o boletim pode ser feito pela internet (B.O. online).

É sempre importante saber o local do ocorrido e o horário aproximado.

Passo 4 – Entre em contato com a seguradora

Você pode notificar o sinistro de forma simples e rápida, diretamente pela internet, por meio do site da seguradora que cobre o veículo, ou pelo aplicativo da mesma, se possuir.

Você também tem o direito de abrir o sinistro através do seu/ sua corretor(a), avisando ele(a) sobre o acontecido, assim ele(a) mesmo realiza o aviso do sinistro e acompanha tudo de perto.

Caso o sinistro seja acionado para o veículo do segurado e terceiro, se faz necessário abrir um aviso para cada veículo.

Você, cliente da Neon Corretora de Seguros, pode comunicar o sinistro através do e-mail: [email protected] ou pelo WhatsApp: (11) 93805-4433

No momento da abertura do sinistro é importante esclarecer o ocorrido no momento em questão. Local e data, veículos atingidos (modelo)e presença de vítimas são alguns dos dados que não podem faltar.

Se preciso for, anexe documentos, como Boletim de Ocorrência.

Passo 5 – Providencie os documentos necessários

Para análise do sinistro, você precisará enviar cópias de seus documentos pessoais e algumas informações que comprovem o que aconteceu.

Quando tiver tudo em mãos, faça o envio por meio da área do cliente no site da companhia.

Alguns dos documentos necessários:

• Documento do carro

• CNH do motorista do momento do sinistro.

Passo 6 – Faça a vistoria dos veículos

Para prosseguir com o sinistro é necessário que o veículo que se envolveu no acidente realize uma vistoria a pedido da companhia seguradora. Esta irá avaliar os danos sofridos no carro, moto ou caminhão segurado, por exemplo, e confrontará com a descrição do ocorrido.

A vistoria será realizada de acordo com cada companhia, porém, em sua maioria, o segurado terá de levar o veículo para um posto de vistoria credenciado da seguradora para realizar a inspeção.

No caso da Porto Seguro, por exemplo, existem os Centros de Atendimento Rápido, espalhados pelo Brasil, a fim, também, de realizar vistoria em seus veículos segurados.

Caso o veículo, por conta do sinistro, esteja incapacitado de se deslocar até o local da vistoria, este terá que ir guinchado até o posto.

Todos os veículos que se envolveram no sinistro precisam realizar a vistoria da companhia do segurado para poderem ser indenizados.

Finalizado o Sinistro

Após a conferência de todos os documentos, as seguradoras têm um prazo de até 05 dias úteis para análise.

O sinistro é , então, finalizado e o veículo é liberado para conserto em uma oficina referenciada da companhia ou da escolha do segurado/terceiro.

Se a indenização for integral, o valor será creditado na conta do proprietário legal do veículo, ou caso este queira nomear outro beneficiário da indenização, é preciso enviar uma carta para a companhia.

Prazo

Os prazos podem variar de acordo com o acidente ocorrido e a oficina em que o reparo será feito.

O prazo começa a valer a partir da entrega do último documento requisitado. Independente da seguradora.

O pagamento por parte da compania segurada pode ser feito até 30 dias da formalização do sinistro.

Você pode acompanhar a análise diretamente pelo sistema online de Acompanhamento de Sinistro de cada companhia.

Fim

Essas foram as nossas dicas caso você passa pela infortuna experiência de um sinistro.

Lembre-se de segui-las, pois, assim, você garante mais agilidade e na condução de todo o processo.

Gostou do artigo O que é um Sinistro Automóvel?Compartilhe…

Continue lendo: Outros artigos relacionados

O que são Danos Corporais?

Separamos para você as principais características dos danos corporais no seguro automóvel.
Leia mais

O que é a Cobertura Colisão?

Conheça o que é a cobertura de colisão para veículos dentro do seguro automóvel. Uma das coberturas mais importantes a ser contratada.
Leia mais

Carro por Assinatura – Vale a pena?

Veja aqui com cálculos reais e mostrados se o modelo de carro por assinatura vale a pena para você ao invés de comprar um carro.
Leia mais