fbpx

Por que os carros subiram tanto de preço nos últimos meses?

Saiba o real motivo do porque os carros subiram tanto de preço nos últimos meses, e continuam subindo no ano…

Um dos grandes problemas do Brasil e que é conhecido por todas as pessoas é pelo fato dos produtos por aqui serem muito caros. Assim, imaginar os carros e outros bens custando mais do que deveria é fator comum, contudo, ultimamente algo vem chamando muito a atenção dos brasileiros.

Nessa linha, o que mais assustou o brasileiro, o que causa a devida pergunta, é o porquê dos carros terem subido tanto de preço nos últimos meses. Dessa formas, sempre foi conhecimento popular que no momento em que um carro sai da concessionária ele fica desvalorizado, quase que automaticamente.

Por que os carros subiram tanto de preço nos últimos meses?

Todavia, nos meses de 2021, o que se tem visto é o contrário, carros usados subiram de forma elevada seus preços, se igualando a carros, zero quilômetro, ademais, carros zero então, os ditos “populares” teve alta de  mais de 30%, sendo que, para tirar da concessionária hoje um carro comum e sem acessório, você não gastaria menos que 40 mil reais. 

Com isso, hoje vamos tentar desvendar para todos que estão chocados, alguns dos motivos que fizeram os carros subirem tanto o seus preços, outrossim, demonstrar os reais fatores das circunstâncias com as quais talvez não seja o melhor momento de investir em um carro.

Portanto, fique com a gente até o final, porque conhecimento nunca é demais, além de compartilhar com seus parentes e amigos, para que eles entendam também os fatos que fez  com que os carros subirem tanto de preço nos últimos meses.

Motivos da subida de preço dos automóveis: 

A alta do dólar 

De início, para entender essa subida absurda dos preços dos carros no Brasil, você precisa entender a situação como um todo, pois essa problemática ocorreu devido a três fatores diferenciados que se juntaram ao mesmo tempo.

Assim, o primeiro fato de todos é pelo o aumento do preço do dólar em relação ao real, ademais, pela larga desvalorização do real em virtude de outras moedas, como o próprio dólar e o euro. 

Dessa maneira, essa alta do dólar e desvalorização do real afeta diretamente a  produção dos carros, mesmo aqueles que são feitos nacionalmente, porque muitos produtos de matérias primas ou componentes importantes são vindos do exterior, o que no final, deixa mais caro o produto para o cliente.

Para se ter uma noção, o preço da resina plástica, que é muito usada para o revestimento interno dos carros, subiu significativamente com o aumento do dólar, pois ela é atrelada ao preço do barril de petróleo. 

Seguindo, o preço do aço de importação, que é a matéria prima para se montar um carro, subiu muito também, o que deixou toda a cadeia de produção automobilística mais cara. 

A pandemia de COVID/19

Dando seguimento aos motivos que fizeram o preço dos automóveis subirem significativamente nos últimos meses é o fato da pandemia de COVID/19, pois como todos sabem ela trouxe severos impactos econômicos, além dos fatores de saúde e calamidade pública. 

Com isso, nos piores meses da pandemia, ainda em 2020, as fábricas das automobilísticas pararam seus serviços e produções, assim, esse impacto é sentido até agora nas lojas e revendedoras.

Dessa maneira, com menos carros, o preço tende a subir com a velha lógica do mercado, sem a lei da oferta e procura, pois no mesmo ritmo que a produção diminuiu, a procura teve um sensível aumento, dando margem a essa valorização dos preços dos carros.

Seguindo ainda sobre a pandemia do novo coronavírus, com a diminuição em massa do funcionamento de todas as indústrias, o insumos utilizados na produção dos carros também caíram, desse modo, não é possível achar ainda a quantidade suficiente de todas as peças necessárias ou matérias primas para voltar a produção industrial de antes na indústria automobilística. 

Portanto, para você que pensa que a pandemia atrapalhou só a saúde, está muito enganado, pois ela ajuda a subir o preço dos automóveis e trouxe impactos tão relevantes no em diversas áreas, que especialistas dizem que para acabar toda essa má influência da pandemia,  talvez a humanidade demore cerca de 15 anos. 

O aumento dos impostos como o ICMS

Por fim, sendo o terceiro grande motivo com que fez os carros subirem de preços de maneira expressiva foi o aumento dos impostos, principalmente o ICMS no estado de São Paulo.

Como é sabido por muitos, o estado de São Paulo é o grande antro em que estão instaladas as montadoras automobilísticas do Brasil, com isso, qualquer impacto que aconteça no estado, reflete para o resto do país inteiro.   

Assim, o governador João Dória fez um ajuste no imposto do ICMS que recaiu sobre os preços dos carros, motivo com o qual a indústria reclama e versa que é esse o real motivo do aumento dos preços dos carros.

Porém, sabemos que isso é um jogo de forças, pois ao mesmo tempo que o aumento do ICMS foi real, a indústria automobilística é historicamente conhecida por tentar levar lucros exorbitantes em suas vendas, com isso, demonstra que eles não são nem perto de serem os bonzinhos dessa história toda.

Dessa maneira, ter uma política de diminuição de impostos, principalmente nesses momentos de crise, se demonstra essencial, para que tudo retome ao seu devido lugar da maneira mais rápida possível, como é o caso dos preços dos automóveis.

Portanto, hoje você conseguiu conhecer o real motivo dos preços dos carros se valorizarem tanto e ser quase impossível comprar um, uma dica que damos é que caso tenha interesse de comprar um carro agora, espere um pouco essa crise abaixar, pois é nítido que você estará perdendo dinheiro e o horizonte não se demonstra favorável para a compra de carro nos próximos meses. 

Gostou do artigo Por que os carros subiram tanto de preço nos últimos meses? Compartilhe…

Continue lendo: Outros artigos relacionados

História do Jeep Willys

De combatente de guerra, a um dos modelos mais icônicos da marca. Conheça agora a história do Jeep Willys.
Leia mais

Os primeiros carros a serem fabricados no Brasil 

Relembre quais foras os primeiros carros a serem fabricados no Brasil, desde o Peugeto de Santos Dumond ao Romi-Isetta.
Leia mais

Tipos de carros eletrificados – HEV, PHEV, BEV

Saiba qual é a diferença entre tipos de carros eletrificados - HEV, PHEV, BEV. O futuro dos veículos também possui motorizações diferentes
Leia mais