fbpx

História do Jeep Willys

De combatente de guerra, a um dos modelos mais icônicos da marca. Conheça agora a história do Jeep Willys.

Quando a primeira guerra mundial veio à tona, os combatentes do período sentiram a necessidade de um veículo que cumprisse os seguintes requisitos: fosse rápido, leve e que se locomovesse por qualquer tipo de terreno. Foi então que o Exército Americano no alto de sua influência, lançou essa necessidade para os fabricantes da época, assim dando início a história do Jeep Willys. 

Os militares iniciaram então uma corrida contra o tempo. Em 11 de julho de 1940, cerca de 135 pedidos para fabricantes de veículos foram enviados. O desafio era “simples”, desenvolver o veículo perfeito para a guerra. 

Características técnicas 

O bravo guerreiro de 4 rodas deveria ter: tração 4×4, capacidade para 3 passageiros e metralhadoras .30, peso máximo de 600 kg, que posteriormente foi alterado para 625 kg, motor com potência mínima de 40 hp, distância entre os eixos de não mais que 191cm, que posteriormente foi aumentado para 203 cm, carga mínima de 300 kg, para-brisa rebatível e velocidade máxima de no mínimo 80 km/h. 

Além das inúmeras exigências, o prazo era extremamente apertado. Os 75 veículos do comboio deveriam ser entregues em 75 dias. O prazo de entrega do protótipo era ainda menor, claro, de 49 dias. 

Bantam venceu a Willys na entrega do protótipo 

Um fato curioso nessa disputa pela frota militar da época, é que a Willys perdeu a primeira “prova” para uma concorrente. A Bantam foi a única empresa que entregou o protótipo dentro do período combinado. O modelo da marca era o MK II, que cumpriu todos os testes da época. 

GP Bantam

Mesmo com o modelo passando no teste, o Exército manteve o pedido para que a Willys e a Ford entregassem também os seus protótipos. A razão para isso, é que o exército desejava ter mais de um fornecedor dos veículos, devido a demanda da época. 

Estudando o concorrente 

Devido a necessidade do exército americano, os militares liberaram para que a Willys e a Ford estudassem o projeto entregue pela Bantam. Foi então que em 11 de novembro de 1940, a Willys finalmente apresentou o seu protótipo. 

Características técnicas do protótipo da Willys 

O modelo que primeiramente foi chamado de Quad, era bem parecido com o projeto da concorrente Bantam. O veículo possuía alguns prós e contras. O Quad tinha 1090 kg, ou seja, acima do peso máximo solicitado pelo exército. Porém, o modelo tinha alguns pontos positivos. 

Seu motor forte, superava as necessidades dos militares, com 60 hp, e também ganhava nesse quesito. A exigência do peso, acabou sendo alterada pelo exército, chegando a 980 kg. Dessa maneira, os militares encomendaram 1500 veículos de cada uma das 3 marcas, para teste. 

Se enquadrando nas exigências 

Mas nada estava ganho para Willys. Para ser o grande vencedor, o modelo da marca ainda precisava se enquadrar em uma série de exigências. A empresa então iniciou uma corrida para melhorar o seu protótipo. O Quad foi desmontado e todas as peças passaram por uma nova avaliação. 

Bantam Willys

O desafio seria enquadrar o projeto nas especificações de peso. Como a Willys não queria mexer no motor do protótipo, pois era seu ponto mais forte, as peças foram analisadas para saber se poderiam trocá-las por algum tipo de material mais leve. Depois de algumas mudanças, entre elas a diminuição do tamanho dos parafusos, o modelo conseguiu ficar 200 gramas mais leve. 

Dessa maneira, o protótipo ficou mais leve do que o peso definido pelo exército americano. E assim a Willys conquistava mais um motivo para comemorar. Posteriormente, a marca acabou alterando o nome do modelo para Willys MA (Model A). 

Willys vence a concorrência 

Após a entrega dos veículos da Willys, Bantam e Ford, as avaliações puderam ser feitas na prática. Os Jeeps da Willys foram considerados superiores aos concorrentes, principalmente pelo seu já conhecido motor potente. O modelo foi então escolhido com sua aceleração máxima de 118 km/h. 

Willys

Apesar de seus pontos fortes no motor e chassi, ainda era necessário algumas melhorias. Foram incorporadas no modelo, algumas características dos concorrentes da Ford e da Bantam. O veículo então foi padronizado e feito sob medida para o exército americano. 

Willys assina contrato com o exército americano 

Depois de tantos testes e alterações, finalmente em 15 de julho de 1941, a Willys assinou o contrato com o exército americano. Após o contrato firmado, mais algumas alterações estavam a caminho, entre elas o nome do veículo. 

Finalmente: Jeep Willys MB 

Com as alterações feitas acrescentando as características dos concorrentes, nasceu o Jeep Willys MB. Foram fabricados 25.808 veículos na época. Nos dias atuais restam ainda aproximadamente 200 unidades do modelo. 

Características técnicas do Willys MB 

O modelo contava com um motor de 2.2 litros de quatro cilindros, 60 cavalos e torque de 14,5 kgfm. O MB ainda possuía grade dianteira feita com barras de aço soldadas. O modelo ainda contava com um preço bem mais acessível. E também era de fácil fabricação e os consertos costumavam ser simples. 

Willys MB

Willys MB sinônimo de sucesso 

Em meados de outubro de 1941, a procura pelo veículo era imensa. O sucesso do modelo fez com que a Jeep Willys não desse conta da demanda. Por conta disso, para que desse conta do seu contrato com o exército americano, a empresa solicitou uma ajuda a sua concorrente Ford. 

O pedido foi para que a montadora passasse a fabricar alguns modelos. Um detalhe interessante, é que os modelos que foram fabricados pela Ford levavam o nome de Ford GPW. E o “W” representava a Willys. 

Da guerra para as ruas 

Com o sucesso do modelo, a Jeep percebeu que o veículo poderia ganhar sua versão civil, antes mesmo da guerra acabar. Em 1944 uma versão para o serviço agrícola, com 22 protótipos foi lançada, batizado de CJ-1 (Civilian Jeep). A partir disso, em 1945 a primeira versão civil do Jeep foi lançado no mercado, chamado de CJ2A. 

história do jeep willys

Por conta desse lançamento, a Willys teve que enfrentar a Ford nos tribunais, pelo fato da pronúncia “GP”, parecida com “Jeep”. Além disso, as duas marcas iniciaram a linhagem do automóvel. Dessa maneira, ambas se diziam detentoras do modelo. 

Segundo dados da época, o projeto original não era de nenhuma das duas marcas, e sim da Bantam e do exército americano. Porém, com a falência da empresa em 1950, a Willys adquiriu todas as patentes do Jeep Willys. Alguns anos depois, em 1953, o modelo foi atualizado para CJ3B. a Novidade da vez era a inclusão de um capô. 

Além das grade dianteiras mais altas, que precisavam acomodar o motor de 4 cilindros Hurricane F-Head. Em abril do mesmo ano, a Willys foi vendida para Henry J. Kaiser. 

Jeep Willys no Brasil 

O governo americano enviou mais de 600 unidades do modelo, para o exército brasileiro utilizar na sua participação na Segunda Guerra Mundial. Dessa maneira, o modelo acabou chegando às ruas brasileiras de maneira bem rápida. 

Fundada em São Bernardo do Campo, no ano de 1952, a fábrica brasileira da Willys, passou a fabricar e a vender o modelo dois anos depois, com peças vindas dos Estados Unidos. 

história do jeep willys

Características técnicas 

O Jeep Willys fabricado no Brasil, possuía tração nas 4 rodas e câmbio de 3 velocidades, que tinha a opção de redução para o acionamento da tração. 

Rural Willys 

Em 1956, a marca ainda lançou a versão Rural Willys. No ano seguinte algumas de suas peças passaram a ser fabricadas no Brasil. 

história do jeep willys

Nacionalização do Jeep Willys 

A nacionalização do Jeep Willys aconteceu em 1959 e possuía um motor de 2.6 litros e 90 cavalos. A Rural Willys, que era uma versão vinda do Jeep Willys original, fez um grande sucesso no país entre os anos de 1958 a 1977. Dentre alguns modelos, o veículo possuía versões com tração 4×4 e motores 2.6 e 3.0. 

De combatente de guerra, a queridinho dos civis, essa é a história do Jeep Willys.

Gostou do artigo História do Jeep Willys? Compartilhe…

Continue lendo: Outros artigos relacionados

O que é um carro Elétrico?

Saiba o que é um carro Elétrico e suas principais diferenças para carros convecionais, e quais os principais carros elétricos.
Leia mais

7 carros populares a preço de luxo

Tem carro popular sendo vendido a preço de carro de luxo! Veja os modelos populares que aumentaram de preço e estão saindo mais caros do que antes.
Leia mais

Carro Híbrido: como funciona?

Saiba como funciona os carros híbridos, seus diferentes tipos, funcionalidades e as principais vantagens em ter carro híbrido em sua garagem.
Leia mais